História dos leilões

Os leilões não são uma prática recente, e existem registros deste tipo de atividade desde 500 A.C, na Babilônia. Nessa época não eram objetos a serem leiloados, mas mulheres, que eram disputadas a tapa pelos homens. Em 193 d.C dois homens disputam o Império Romano – eram eles Flávio Sulpiciano e Marco Juliano. A forma escolhida para decidir quem levaria a melhor foi o leilão.

No entanto, apenas em 1556 a profissão de leiloeiro surgiu, como o nome de “meirinho leiloeiro”. Este profissional era um funcionário público responsável pelos leilões.

Já no século seguinte, em 1656, o leilão é usado como recurso para arrecadar dinheiro para fins particulares. Foi o grande pintor Rembrandt que inaugura a categoria, logo após abrir falência.

Em 1977 uma casa especializada em leilões é fundada na Inglaterra: é a Sotheby’s, que se tornou uma das mais importantes casas de leilão especializado em arte no mundo. No ano de 1893 a prática já é comum pelo mundo, e pode durar vários meses, como o que ocorreu em Portugal e durou cerca de dois meses.

No Brasil a profissão de leiloeiro foi regulamentada em 1932, por Getúlio Vargas. Com o advento da internet o leilão extrapolou o limite das casas de leilão. Assim, em 1995 foi inaugurado o eBay, site de leilões online.

Texto retirado de: https://economia.culturamix.com/leiloes/a-historia-dos-leiloes

Fale Conosco